• Ariane Angioletti

Cuidadores de idosos: uma necessidade social

Atualizado: Jan 19

Ao passo que a população envelhece rapidamente, surgem as necessidades de apoio, cuidado e serviços direcionados para as pessoas idosas.


Os serviços de cuidados, acompanhamento, transporte e domésticos direcionados para as pessoas idosas tem crescido bastante nos últimos anos. Este é um reflexo do envelhecimento populacional e, também, da necessidade do brasileiro de buscar colocação no mercado de trabalho, seja como empregado, seja como empreendedor.


A atividade de cuidador de idosos, segundo o Ministério do Trabalho, cresceu bastante nos últimos dez anos. Os números de registros junto aos cadastros do Ministério do Trabalho e INSS aumentaram em 547%.


Certamente este aumento acontece por uma demanda de marcado. Mas também pela facilidade em que os interessados podem se "auto intitular" cuidadores de idosos, pois a ausência de uma regulamentação da profissão favorece o surgimento de profissionais sem qualquer formação mínima.


Em 2019 o projeto de lei que tratava da regulamentação da profissão dos cuidadores de idosos foi vetado pelo presidente Jair Bolsonaro. Na minha leitura, reflexo de um lobby bastante grande do Conselho Federal de Enfermagem, que atua para preservar sua reserva de mercado, sem perceber que faltarão profissionais no mercado e que seus técnicos e enfermeiros são subutilizados nas estruturas de atendimento de saúde, realizando funções que poderiam ser executadas por cuidadores (não somente de idosos).


Existem cursos de capacitação para cuidadores, existem excelentes profissionais exercendo esta atividade e existe muita oportunidade para quem tem afinidade com o exercício de funções de cuidados. Aliás, ser cuidador não é para qualquer um! Nós vemos muitos aventureiros por aí, e por isso a atenção na contratação e o acompanhamento na execução dos serviços é fundamental.


Hoje as determinações que temos sobre as atividades de um cuidador, estão no Cadastro Brasileiro de Ocupações (http://www.mtecbo.gov.br), onde pode-se buscar por "cuidador de idosos", registrado pelo número 5162-10.


Sou uma entusiasta desta profissão, que considero fundamental para a nossa sociedade e a realidade que o envelhecimento populacional e as demais necessidades sociais nos impõe.

Você quer ler mais sobre envelhecimento e direito do idoso? Então clica aqui: https://www.arianeangioletti.com/artigos que estou sempre trazendo dados e informações!


Se você chegou a este texto por alguma rede social, não esqueça de curtir e compartilhar, assim a informação aparecerá para mais pessoas e, juntos, vamos disseminar a cultura do envelhecimento saudável, ativo e sustentável!

114 visualizações

Criado por Ariane Angioletti. Todos os Direitos Reservados.

Siga-nos nas redes sociais!

  • YouTube
  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • LinkedIn ícone social