• Ariane Angioletti

Quando falta o ar - o caos no Amazonas


Você já fez aquela brincadeira de ficar o máximo de tempo sem respirar, com a cabeça debaixo d'água? E quando o mar te trai e você não consegue sair do rolo de onda... No momento em que a cabeça emerge, nós procuramos pelo ar da maneira mais profunda que conseguimos. E que alívio, não é mesmo?

.

Covid mata por diversas complicações e pelo que tenho visto, a incapacidade pulmonar não é a maior das causas de óbito, mas acelera a falência de órgãos, parada cardíaca, infecção generalizada, danos neurológicos. Sem ar, o corpo deteriora.

.

Mas você já tentou ficar sem respirar? A necessidade é tamanha, que pessoas afogada enchem seus pulmões de água pelo impulso de respirar.

.

A falta de oxigênio em Manaus escancara a incapacidade coletiva em entender que cada um tem que fazer a sua parte.

.

O Governo Federal tinha que ter controlado as besteiras estapafúrdias que o distinto Messias segue vociferando. Espalha mais fake news do que qualquer pessoa do mundo. Tirou ministro técnico, disse que não comentaria número de mortes por não ser coveiro. Falou de cloroquina, de gripezinha, culpou a imprensa por causar medo na sociedade.

.

O governo Estadual de Manaus, alinhado com o Messias, ignorou a realidade das pesquisas. Orientava a tomar cloroquina. Respirador? Pra que? Sem leito, sem consulta no pós Covid, com profissionais desgastados. Vai passar logo e tudo voltará como antes, pela mão e obra de Jesus.

.

Ao poder municipal cabe o atendimento de orientação, de realizar a entrada do usuário da saúde nos protocolos de prevenção, acompanhar a evolução da Pandemia.

.

A população deveria se concientizar sobre a necessidade de seguir os protocolos. Não tem "tomar um café" de forma segura. Não tem um "churrasco ao ar livre" em segurança. Não tem e ponto final.

.

Ao cidadão com sintomas, com o teste positivo ou que esteve com alguém positivado, cabe se trancar em casa. Se isolar de verdade e esperar passar

.

Manaus ficou sem ar. Foi afundanda no Rio Amazonas porque na mochila carrega o peso de todas essas más decisões. Lá, o caos se instalou pela soma do não engajamento e desorganização.

.

Quando o ar nos falta... Não há dinheiro, nem influência política que nos ajude a respirar. O oxigênio somente será suficiente, se todos fizerem a sua parte.

12 visualizações0 comentário